Deborah Neale DEBORAH NEALE

SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.1 special edition author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Tempo Social

Print version ISSN 0103-2070

Abstract

NEIBURG, Federico. Economistas e culturas econômicas no Brasil e na Argentina: notas para uma comparação a propósito das heterodoxias.Translated byDeborah Neale. Tempo soc. [online]. 2005, vol.1Selected edition, pp. 0-0. ISSN 0103-2070.

Este artigo propõe uma abordagem sobre a história social e cultural da economia (e em especial sobre o fenômeno da inflação) preocupada em articular (a) a lógica social que subjaz à produção de teorias econômicas (considerando as trajetórias e propriedades sociais dos profissionais da economia), (b) as modulações das esferas públicas econômicas nacionais (que servem como canais de difusão para as visões econômicas do mundo social fora do estreito círculo dos especialistas) e (c) as culturas econômicas (isto é, as formas mais gerais de representar e de agir na vida econômica). O artigo focaliza um capítulo recente da história cultural da economia marcado pela aplicação de planos de estabilização monetária reconhecidos como "heterodoxos", no Brasil e na Argentina (os planos Cruzado e Austral). A análise comparativa procura iluminar, por contraste, a consagração dos economistas como intelectuais públicos, os mecanismos por meio dos quais se exerce a pedagogia da economia e as relações entre culturas econômicas e culturas nacionais em ambos os países.

Keywords : Economistas; Culturas econômicas; Inflação; Brasil; Argentina.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English